Marque sua consulta
Sistema de agendamento
disponível 24 horas
1
abr
Home blog » ABRIL MARROM: 80% das causas de cegueira podem ser evitadas

ABRIL MARROM: 80% das causas de cegueira podem ser evitadas

O mês de abril é dedicado à prevenção da Cegueira. O Abril Marrom faz um alerta para as medidas que poderiam evitar a perda de visão. De acordo com o IBGE, o Brasil tem hoje quase 7 milhões de pessoas cegas. No entanto, os oftalmologistas lembram que 80% das causas de deficiência podem ser prevenidas ou tratadas. De acordo com Dr. Breno de Mello Vitor, diretor clínico do Centro Oftalmológico de Minas Gerais, “a grande maioria destes casos certamente poderia ser evitada com medidas simples de prevenção ou tratamento, além, é claro, de mais informação e conscientização sobre estes riscos para a população”.

É com este objetivo que, desde 2016, foi criado o Abril Marrom. Ainda conforme o médico oftalmologista, Breno de Mello, que é também Vice-Presidente da Sociedade Brasileira de Oftalmologia, as principais causas da cegueira no Brasil são complicações evitáveis, com fácil e rápido diagnóstico: o Glaucoma e a Catarata. Ele também lembra da importância de fazer a triagem dos recém-nascidos e o diagnóstico precoce da retinopatia diabética.

O Glaucoma é originado a partir de um dano nas fibras do nervo óptico. Isto ocorre geralmente por um aumento da pressão ocular ou alteração do fluxo sanguíneo no nervo óptico. Mello lembra que, “como o glaucoma não apresenta sintomas inicialmente, o paciente acaba descobrindo a doença quando já começa a perceber as alterações na visão. Daí a importância de lembrá-lo de fazer a prevenção com os exames periódicos”

A Catarata é uma lesão que atinge o cristalino, tornando-o opaco. Com isto, a visão fica embaçada e enevoada podendo progredir para a cegueira se não forem tomadas as providências a tempo.

Além do controle sobre a Catarata e o Glaucoma, o oftalmologista

 

 

 

Fonte:

Dr. Breno de Mello Vitor, oftalmologista do Centro Oftalmológico de Minas Gerais e Vice-Presidente da Sociedade Brasileira de Oftalmologia.

CRM: 45856